Resenha: Private Londres

private-londres-james-patterson-navegando-mundos

Título: Private Londres (#1)
Autor: James Patterson e Mark Pearson
Editora: Arqueiro

Quando os ricos e famosos estão em apuros, a primeira ligação deles não é para os serviços de emergência. Eles ligam para a Private. Um minuto foi suficiente para Jack Morgan falhar em salvar a mãe de Hannah Shapiro. Impotente e com medo, a jovem de 13 anos viu a mãe ser morta quando o pai não pagou o resgate aos sequestradores. Mas isso foi antes da Private. Antes de Jack Morgan ter recursos. A agência se expandiu, abrindo filiais no mundo inteiro. Com um seleto time de investigadores e equipamentos de última geração, a Private é uma rede bem-estruturada e Jack saberá usá-la para a proteção de Hannah. Para isso, ele convoca Dan Carter, responsável pelo escritório da Private em Londres, como guardião de Hannah, agora uma mulher de 20 anos, estudante de psicologia. O plano não podia dar errado – até Hannah e as amigas, incluindo a afilhada de Carter, serem atacadas em frente à universidade. Quando Hannah é mais uma vez sequestrada e sua afilhada entra em coma, Dan Carter descobre que os sequestradores são profissionais, alguém está vazando informações e a questão é pesssoal. O pesadelo recomeçou.

Quando comecei a leitura do livro já esperava que fosse como todos os outros escritos pelo autor. Eu estava inquieto e ansioso para saber do que se tratava e fiquei extremamente satisfeito com o desfecho dado. Sou suspeito para falar da escrita do James, uma vez que ele consegue prender minha atenção como ninguém, fazendo com que eu me empolgue e queira logo saber o fim do livro.

Neste livro ele aborda a filial da agência herdada por Jack Morgan: a Private Londres. Logo no início temos o relato de um sequestro que termina de maneira trágica. Este sequestro faz com que Jack se sinta culpado e passe a proteger a vítima, Hannah. Quando ela resolve iniciar os estudos em Londres, Jack convoca o diretor da agência local, Dan Carter, para cuidar pessoalmente da vida da jovem.

Tudo corre bem, até que Hannah e suas duas amigas, Laura e Chloe, são atacadas no campus da universidade. Hannah é levada pelos sequestradores, Laura é atingida por uma facada e Chloe fica em coma após ser golpeada por um bastão de beisebol.

Dan se sente duplamente culpado. Primeiro porque não conseguiu garantir a segurança de Hannah e depois porque a sua sobrinha encontra-se em coma. Com Jack sem poder sair dos Estados Unidos, cabe a Dan recuperar Hannah e se vingar de quem causou dor a sua família. Tudo isso enquanto ainda precisa lidar com sua ex-esposa. Como a questão se tornou pessoal, alguém no fim precisa sofrer.

 Não posso contar mais sobre o livro para que não perca a graça, mas garanto que você não irá se arrepender da leitura.

4 mundos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *